FitEscola | Jogos Olímpicos: Onde o Desporto e a Saúde Pública se cruzam
18152
post-template-default,single,single-post,postid-18152,single-format-standard,do-etfw,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-6.1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

08 Mai Jogos Olímpicos: Onde o Desporto e a Saúde Pública se cruzam

Os Jogos Olímpicos são o evento desportivo mais reconhecido, não só pela qualidade dos atletas, mas, numa outra perspetiva, pelos cuidados de saúde que exige quando se juntam pessoas de vários cantos do mundo. [ler mais]

Os Jogos Olímpicos, como evento notável que é, atraem pessoas de todo o mundo, que se concentram, durante aproximadamente 15 dias, na cidade ou país selecionado para receber o evento. As condições do próprio país organizador, bem como o agrupamento de pessoas de países diferentes, constituem um risco para a transmissão de doenças contagiosas. Alguns exemplos de doenças, que já foram reportadas durante este evento, incluem doenças respiratórias e gastroenterites. A proporção de pessoas afetadas é tipicamente reduzida, no entanto, pode haver consequências a uma escala maior se não existir um plano de controlo destas e  de outras condições de saúde mais adversas.

Um artigo descreve esta problemática usando, como exemplo, a organização dos jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Londres. Estes dois eventos juntaram, aproximadamente, 15 000 atletas de 147 países diferentes, e 9 000 000 de bilhetes foram vendidos. Estes números refletem a grande escala de espectadores e a provável diversidade de pessoas que visitaram Londres, durante os eventos. O planeamento, pelas agências de saúde pública, iniciou-se 7 anos antes dos eventos e seguiu normas estipuladas pela Organização Mundial de Saúde. Semelhante ao ocorrido em jogos anteriores, registaram-se doenças respiratórias e gastroenterites, tipicamente associadas a grandes ajuntamentos de pessoas, mas ainda assim, a frequência destes incidentes foi semelhante à que  ocorre, em Londres, durante o Verão.

Noutra perspetiva, surge, também, o interesse para manter ou melhorar a saúde da população através da promoção de atividade física, durante este período. Apesar da relação sugestiva entre jogos olímpicos e participação desportiva, os esforços feitos até hoje, durante estes eventos, ainda não foram suficientes para ter um impacto nos níveis de atividade física da população.