FitEscola | Avaliação da aptidão física: Como se faz noutros países?
18133
post-template-default,single,single-post,postid-18133,single-format-standard,do-etfw,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-6.1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

08 Mai Avaliação da aptidão física: Como se faz noutros países?

A avaliação da aptidão física é feita, atualmente, em diversos países e usando testes semelhantes aos incluídos no FITescola.

A aptidão física é, atualmente, avaliada em vários cantos do mundo usando baterias de testes que, tal como o FITescola, incluem as principais dimensões de fitness: aptidão aeróbia, composição corporal, força muscular e flexibilidade. Podem ser identificadas, pelo menos, 6 baterias de testes diferentes. Alguns exemplos incluem o FITNESSGRAM, usado nos Estados Unidos e outros países, o Eurofit, usado em alguns países europeus, e o CPAFLA, usado no Canadá. Existem algumas diferenças entre estas baterias de testes especificamente escolhidos para avaliar as componentes de fitness mas as semelhanças são muitas.

A missão de educar as crianças em relação à importância da aptidão física é uma prioridade mundial. As semelhanças entre os países demonstra como a administração destes testes é uma prática consensual, com potencial para informar as agências promotoras de saúde. Por exemplo, os níveis de aptidão física dos vários países está documentado num suplemento publicado em 2008. Um dos estudos incluídos no suplemento comparou os valores de aptidão aeróbia de 27 países diferentes e encontrou que, nos últimos 50 anos, tem havido um decréscimo de 0.36% na capacidade aeróbia das crianças e adolescentes. Esta tendência negativa está bem ilustrada noutros países, como por exemplo, nos EUA, Canada, Finlândia, Coreia do Sul, Noruega, Reino Unido, Dinamarca, Austrália e Nova Zelândia.

A prática de avaliação do fitness, à escala mundial, reflete a importância do FITescola. Adicionalmente, as tendências negativas na aptidão aeróbia demonstram também como esta prática é uma necessidade com implicações importantes para a saúde das crianças e adolescentes.

Para mais informação, consulte:
Tomkinson G.R., Olds T.(2007). Secular changes in pediatric aerobic fitness test performance: the global picture. Karger Publishers. Medicine and Sport Science.