FitEscola | A atividade física pode ser ensinada e quantificada: Saiba como
18156
post-template-default,single,single-post,postid-18156,single-format-standard,do-etfw,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-6.1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

08 Mai A atividade física pode ser ensinada e quantificada: Saiba como

A avaliação da atividade física, em crianças e adolescentes, pode ser feita usando diversos instrumentos, mas todos eles têm vantagens e desvantagens. Qual será o melhor? [ler mais]

A avaliação da aptidão física, ao contrário da atividade física, tem merecido grande atenção no contexto escolar. Esta “preferência” é, muitas vezes, justificada pela falta de familiarização com os instrumentos de avaliação da atividade física. A atividade física pode ser definida como todo e qualquer movimento que resulta em aumento do dispêndio energético e que, como tal, pode afetar diretamente a aptidão física das crianças. Por outras palavras, as crianças que são mais ativas têm maior capacidade aeróbia, e muitas vezes, maiores índices de força muscular. Estas relações descrevem a importância da atividade física e o seu papel determinante no desenvolvimento das crianças. Entre os vários instrumentos disponíveis para avaliar a atividade física destacam-se os seguintes:

1 – Cárdio-frequencímetros: Estes instrumentos são muito atrativos, no entanto, os seus utilizadores acabam por dar particular importância à intensidade pré-definida, usando uma “zona de trabalho” ou “intervalo de treino” que as crianças devem respeitar. Esta noção pode levar as crianças a verem a atividade física como trabalho ou treino e não como um comportamento que deve ser divertido e realizado por puro prazer. Por outro lado, este instrumento pode ser usado para ensinar às crianças o conceito de intensidade física;
2 – Pedómetros: Os pedómetros são instrumentos baratos que, facilmente, se  podem comprar para várias crianças. Os pedómetros permitem, também, obter um indicador de atividade simples (isto é, passos) que é de fácil interpretação para as crianças. Os pedómetros conseguem captar apenas o número de passos e, como tal, a informação que se obtém não permite explicar as outras dimensões da atividade física (como por exemplo, intensidade);
3 – Questionários: Estes instrumentos são os mais populares no contexto de educação física. São fáceis de usar, baratos, mas dependem da capacidade cognitiva das crianças para responderem com precisão. Os questionários, quando bem desenvolvidos, podem captar informação única, como por exemplo, o tipo e a frequência das atividades que as crianças fazem (por exemplo, corrida, escalada, etc.). O FITescola proporciona o acesso a um questionário pormenorizado que permite saber, com detalhe, o tipo e a duração das atividades das crianças.